Wednesday, 27 February 2008

Sunday, 24 February 2008

not a gamble


Four aces are not gamble!

Krusty the Clown

Tuesday, 12 February 2008

saia do óbvio

numa loja de instrumentos em Wellington
Tenho um modesto repertório de músicas que sei tocar na viola, de vários gêneros, tais como rock, blues, pop, mpb, reggae, etc. O problema é que às vezes não sei o que tocar. Não sei te toco alguma famosa que nem gosto muito, ou aquela minha top 10 do momento que ninguém nem conhece a banda. Quando estou tocando num bar com meu primo e tio e/ou meus amigos, temos uma sequência, e ela está escrita num pedaço de papel e vamos usar isso como nosso guia até o final do show, às vezes saindo um pouco daquela ordem, conforme o momento pede, mas basicamente, nos orientando àquele pedaço de papel. E respeito essa lista pois foi feita em acordo comum pelos integrantes. Fair enough.


Meu amigo Ique uma vez tinha um pedaço de papel colado com durex atrás do violão, e nele tinha todas as músicas que ele sabia tocar. Quando ele terminava uma música ele simplesmente olhava atrás do violão e escolhia a próxima que ele iria tocar.


Mais opções = mais indecisão. Como é difícil escolher um pastel do Rancho do Pastel! É muito mais facil escolher um pastel numa lanchonete qualquer do centro da cidade. Oferecem somente carne, frango e palmito. Muito fácil mas talvez não tão gostoso quanto a um maré alta, ou um genuíno do rancho, sem falar dos pastéis doces.


Nas padarias da Nova Zelândia não existe a diversidade que existe em uma padaria do Brasil. O problema não para por aí, além de poucas opções, elas são TODAS ruins. Malditas pies, sausage rolls e quiches, com sabor horrível, sem sal e secas, e caro ainda por cima! Mas os kiwis amam, pois me parece que eles não querem mais do que isso!

Temos muito o que aprender, e se não estivermos abertos ao que é novo, ficaremos na mesma.

Faça sua escolha, mas tente não escolher o óbvio!


Sunday, 10 February 2008

my very first post

Simples, direto e seco:

"Um vinho tinto é somente um vinho tinto se a garrafa for de rolha"

eu mesmo