Monday, 27 October 2008

Novo Blog

Não quero mais ter um blog, quero dois!!! Quero falar sobre inglês e ao mesmo tempo não quero perder o foco deste blog, por isso criei um segundo, sobre dicas e curiosidades de inglês. Dissecando a Palavra é o nome dele. Visite para maiores informações!


Thursday, 23 October 2008

Labour Day

Segunda Feira, 27 de Outubro, é Labour Day na Nova Zelândia. Ao contrário da maioria dos países que celebram no dia primeiro de Maio, aqui a data é outra pois também foi o dia em que foi normalizada a jornada diária de trabalho para 8 horas, em 1840, nos primórdios da colonização. Labour significa trabalho, no sentido de mão-de-obra, trabalhador operário, que põe a mão na massa. Por isso que o partido dos trabalhadores se chama Labour Party e não Workers Party.

Labour também é uma palavra utilizada erroneamente por brasileiros na Nova Zelândia, talvez em outros países também. Labour virou conceito de trabalhar na construção civil, pois tem uma companhia que contrata mão de obra, chamada 0800Labour, e a maioria dos jobs são em obras. E labour virou o nome da profissão. Ex: "Eu trabalho de labour num prédio lá na High St, divido o apartamento com mais 5, e todas as quartas vou no Mexican Café ouvir a mesma banda brasileira tocar as mesmas músicas brasileiras".

O Labour Day é sempre comemorado na quarta segunda-feira de Outubro, o que garante um feriadão todo ano. Também é popular por aqui dizer que é o fim de semana para plantar tomate no jardim de casa, em outras palavras é hora de preparar o jardim com verduras, legumes e hortaliças para garantir vegetais frescos e saudáveis nos meses do verão!

Outros feriados como o Aniversário da Rainha, e feriados regionais também são em datas móveis, para sempre garantir dias de folga, ao contrário do Brasil, que muitos anos são malhados, com vários feriados caindo nos fins de semana. Isso é um verdadeiro desperdício, não acham? Desperdício é eu estar aqui na frente do computador enquanto lá fora está um dia de sol lindo. Fui nessa!!!

Saturday, 18 October 2008

YEEEEAAAAHHH!!!!

Eu e a minha namorada acabamos de voltar do supermercado, na esperança de encontrar polenta. Havíamos ouvido boatos que existe polenta para vender na Nova Zelândia, um pouco difícil para achar, mas tem. Já havíamos achado coração de galinha, que só se acha no Pak n' Save, o supermercado do povão. E foi no New World (supermercado dos burgueses) que achamos a polenta italiana e... por acidente achamos pão de queijo!!!! da Yoki, made in Brasil-sil-sil. Agora mesmo é que eu nunca mais volto pra casa!

Tuesday, 14 October 2008

Domingão e Rugby

No último Domingo fui assistir a uma partida de rugby pela primeira vez. Não, não era o All Blacks. Quero ver esses caras jogar um dia, mas é foda pois tem que comprar ingresso com muita antecedência e tem que ir para Auckland ou Wellington, o que involve gastos adicionais. Fui prestigiar o time local de Hawke's Bay, o Magpies, nas quartas de final da Air New Zealand Cup.

McLean Park, Napier

A semifinal foi contra o Waikato Mooloos, de Hamilton, que contam com 4 All Blacks no seu time, o Magpies não possui nenhum. O jogo foi no McLean Park em Napier e custou 10 pila na geral. Me arrependi pois a vista era muito ruim, na próxima eu desembolso 20 pila e fico num lugar melhor. Fiquei de cara que o estádio estava lotado, umas 10-15 mil pessoas, ou seja, praticamente 10% de Napier e Hastings estavam lá!

o bixo pegando!

Das diferenças entre assistir rugby na Nova Zelândia e futebol num estádio no Brasil posso destacar as seguintes: Não tem churrasquinho para vender, mas tem hot-dog e salsichas, e nada de pipoca também. Para beber tem cerveja, e vinho! E não tem a figura do moleque passando na arquibancada vendendo as paradas. Se quiser algo tem que se levantar e ir lá na barraquinha comprar.

Cobrança de lateral

A galera até que faz bagunça gritando, mas nada de ôôô-ôôô-ôôôôôô!!! Tinha uma meia-dúzia de torcedores do Mooloos, que viajaram 300km e trouxeram seus cowbells, aquele sininho que penduram na vaca, e ficaram enchendo o saco fazendo bléim-bléim-bléim o jogo inteiro, que constitui-se de dois tempos de 40min. Nada de batucada e tambor, nem chamar o juiz de filha da puta. Uma hora eles protestaram um cartão vermelho gritando OFF! OFF! OFF! Mais uma para o vocabulário!

Magpies x Moolos

E os Magpies, que tecnicamente não eram favoritos abriram 28 x 0 no primeiro tempo. No segundo os Mooloos vieram com tudo pra cima e achei que iriam virar o jogo. Graças à um pênalti os Magpies estão nas semifinais contra o Canterbury de Christchurch. Mas aí o bixo pega, pois eles são o melhor time e contam com vários superstars do All Blacks, além do jogo ser lá no campo deles. Placar final do jogo: Magpies 31 x 28 Mooloos, que equivale a um 3 x 2 no futebol! (Detalhe para o placar que está com o character encoding desconfigurado).

Fim de Jogo!

Monday, 6 October 2008

Snowboard

Turoa Ski Field, Mt RuapehuFinalmente fui fazer snowboard. Por um motivo ou outro nunca rolou fazer, já havia visitado uma estação mas nunca havia feito nestes 3 anos em que estou aqui. Semana passada finalmente os planetas se alinharam e nós fomos para a estação de ski com um outro casal brasileiro amigos nossos. Talvez toda esta demora não seja à toa, pois este ano todas as estações da Nova Zelândia atingiram níveis recordes de neve, devido à um inverno com muitas chuvas em todo o país, que caem sob forma de neve nas montanhas. Turoa Ski Field que normalmente opera com 1.5m de neve chegou a registrar 5 metros de base, e para comemorar assaram uma salsicha de 5m no barbeque.

área de iniciantesA estação fica à umas 4hr daqui, bem no centro da ilha norte, no lado sul do Mount Ruapehu, um vulcão de 2797m em estado ativo, e é também a maior montanha da ilha norte. Fica situado no Tongariro National Park, reconhecido pela UNESCO como patrimônio mundial da humanidade. Outros dois vulcões fazem parte deste parque, o Ngauruhoe (2291m) e Tongariro (1978m).

No sábado foi o primeiro dia e estava choviscando e ventando frio, mas isso não atrapalhou a brincadeira da gurizada. Fomos na begginers area, e a primeira coisa que descobri é que a neve pode ser tão dura quanto um piso de concreto. Já na primeira queda bati com o "ossinho da bunda" e doeu muito! Demorou um pouco para pegar a manha da parada, mas logo depois já estava controlando bem a pranchinha e até arriscando um saltos numa rampinha. Realmente a sensação é como a de estar surfando, só que mais veloz e a prancha tem uma resposta mais solta e rápida do que no mar. Fiquei até o fim do dia, quando já haviam desligado os lifts e quase todos já tinham ido embora.

todas as idades!O Domingo amanheceu lindo, com céu azul e sem vento, e mesmo com os corpos doídos do dia anterior fomos cedo montanha à cima. Pegamos o chairlift e subimos para ter uma visão panorâmica da montanha e da estação. E foi mais um dia de muita diversão, apesar de ter machucado meu joelho. Na real é muito fácil se machucar, mas não dá nada! Muita gente caía feio e se levanta logo em seguida. E a molecada fazia a festa. Tinha muitas crianças, umas de somente 5 anos e mandando ver!

Só tenho a dizer que foi uma experiência única recomendo à todos que experimente pelo menos uma vez na vida. Eu não vejo a hora de voltar. Era um dos must-do's da Nova Zelândia que ainda não havia feito. Durante o verão é possível realizar o Tongariro Crossing, bem perto dali, no mesmo parque. É uma caminhada de 8hrs (18km) que sobe o Mt Tongariro e passa por várias crateras. Se tudo der certo em Novembro estarei fazendo, também mais um must-do.
congestionamento na pista!

Wednesday, 1 October 2008

Sobre rock e álcool

Fonte: Whiplash.net

O que os fãs do rock e suas vertentes pedem para beber num bar?

Rock n' Roll: Pede qualquer coisa com alcool. Bebe até morrer sufocado no próprio vômito.

Heavy Metal: Cerveja. Bebe demais e se mantém firme.

Thrash Metal: Pede gasolina.

Power Metal: Pede uma poção mágica.

Viking Metal: Pede hidromel. Fica extremamente bêbado, mas não cai.

Black Metal: Pede sangue de uma virgem.

White Metal: Pede água benta. Afinal, álcool é pecado.

Grunge: Pede Veneno. Não é atendido e decide comprar uma arma.

Rock Progressivo: Pede uma batida. Bebe pouco.

Metal Progressivo: Pede uma batida com tudo que tem direito. Pede várias esperando uma que chegue à perfeição. Fica bêbado e se torna um chato.

Hard Rock: Pede Jack Daniels. Fica bêbado e sai jogando TVs pelas janelas de hotéis.

Gothic Rock: Pede uma taça de vinho e diz que pensa em se matar.

Gothic Metal: Pede uma garrafa de vinho e logo depois se mata.

Doom Metal: Acha o vinho ruim e se mata.

Emocore: Não sabe o que escolher e começa a chorar.

Hardcore: Pede uma smirnoff ice ou qualquer coisa fraca para dizer que bebe.

Punk Rock: Pede uma cachaça barata, para não alimentar o sistema.

Glam Rock: Pede qualquer coisa colorida e brilhante.

New Metal: Pede a bebida mais forte querendo dar uma de bonzão e cai no primeiro gole

Indie Rock: Pede um refrigerante.

New Wave: Pede água.


Valeu Xunda por essa!