Tuesday, 23 December 2008

Boxing Day, Feliz Natal e xingão na sociedade medíocre

Boxing Day é um feriado no dia 26 de Dezembro celebrado em muitos países não somente, mas principalmente ingleses. Apesar de ser feriado é um dia em que todas as lojas abrem e fazem uma grande liquidação de suas mercadorias que não foram vendidas antes do Natal. Vale muito a pena esperar o Natal passar para conseguir um super desconto em média de 30% a 50% para comprar aquele tão sonhado Playstation 3, iPod, câmera legal, além de roupas, artigos para casa e muito mais. E nesse dia o povão troca o dia de sol na praia por filas e cotoveladas nas lojas. Esse ano não vou comprar nada (eu acho!) pois já gastei demais, mas é muito fácil se emocionar e sair gastando.

A origem do nome vem de mais de um século atrás, quando os patrões das fábricas costumavam depositar dinheiro dentro de uma caixa feita de argila (uma espécie de cofre-porquinho). E no dia 26 os trabalhadores quebravam a caixa e dividiam o dinheiro. Era uma forma anônima de ajudar os menos afortunados. A caixa era chamada de Christmas Box e o dia ficou conhecido como Boxing Day. Com o passar dos anos começaram a abrir as lojas neste dia ofereçendo grandes descontos, que penso que também é uma boa maneira de possibilitar que pessoas de baixa renda tenham acesso à produtos caros.

Eu acho uma ótima idéia, pena que no Brasil não existe. Se houvesse imagino que não haveria mais vendas antes do Natal, todos esperariam o dia 26, e por isso haveria uma altíssima procura e os preços subiriam. Além dos comerciantes serem muito esfomeados e não aceitariam dar tanto desconto. Mesmo com este dia de preços baixos, todos aqui compram todos presentes antes do Natal. E no Boxing Day é dia de avacalhar de vez com a conta bancária.

É uma questão cultural. Por que o preço dos combustíveis no Brasil não está baixando? A Nova Zelândia depende quase que completamente de óleo vindo do oriente médio. E por causa da recessão nos EUA o preço do barril vem despencando mundialmente, consequentemente abasteço toda semana gasolina aditivada pela bagatela de $1.38 o litro. Mas no Brasil ninguém baixa, e olha que produzimos a maior parte do petróleo que consumimos. Só coloquei este exemplo para mostrar qual é a diferença entre países desenvolvidos e sub-desenvolvidos. A diferença é que no Brasil todo mundo quer ficar rico sozinho, e não deseja o mesmo para seu próprio vizinho. Quer vê-lo ainda mais pobre.

Para finalizar vou parar de franzir a testa. Desejo um Feliz Natal à todos vocês leitores deste blog, muitos que acompanham fielmente desde o começo. Que a força esteja conosco!

Muito Obrigado!

Thursday, 18 December 2008

Aeroporto de Gisborne

Gisborne é uma cidade de 45 mil habitantes na ilha norte da Nova Zelândia, onde morei durante o verão de 2006/07. Conhecida por suas belíssimas praias e ótimo surf, além de ser a "primeira cidade do mundo a ver o sol" devido à sua localização no extremo leste do país, sendo que aqui o fuso horário é GMT+12, o primeiro fuso horário do mundo.

E o aeroporto desta cidade tem uma particuliaridade interessante. Uma ferrovia corta a pista. Que viagem... tem muito espaço para construir um aeroporto e fizeram justamente em cima da linha do trem. O aeroporto é pequeno mas opera diariamente vôos regulares para Auckland, Wellington e outras cidades da ilha norte. O aeroporto tem na torre de comando um "botão" que baixa a cancela para o trem! Normalmente a cancela baixa para nós, motoristas que temos que esperar o trem passar para continuarmos dirigindo, mas agora o velho maquinista é que se ferrou! Veja abaixo algumas fotos, não consegui achar nenhuma mais recente, mas posso garantir que hoje em dia as coisas ainda são exatamente assim!






Sunday, 14 December 2008

Rip Curl H-Bomb

Essa entrou para a história. A Rip Curl, líder mundial na fabricação de roupas de neoprene até então além dos modelos mais comuns, eles já fabricavam a série E-Bomb que garante leveza e máxima flexibilidade dentro da água, e a série F-Bomb que detém alta tecnologia em drenar a água e segurar melhor o calor do corpo. Mas agora eles inovaram com a recém lançada H-Bomb, que é aquecida por um dispositivo. Isso mesmo, com aquecedor!

Existe muitas ondas de qualidade em lugares extremamente frios como no extremo sul da Nova Zelândia, Tasmânia e no hemisfério norte em lugares como Canadá, Irlanda e até mesmo Islândia! Em lugares como estes a temperatura da água é de no máximo 10 graus, sem contar a temperatura do ar, que pode estar facilmente abaixo de zero e acompanhada de neve e ventos geladíssimos.

Para surfar lugares como estes é necessário roupas grossas (de 4.3mm ou 5.3mm), botas, luvas e até mesmo gorros. O cara fica virado num astronauta mas é o único jeito mesmo. Com o H-Bomb ainda pode ser preciso vestir luvas, botas e capacetes, mas a roupa em si é muito mais fina e leve e garante flexibilidade e conforto térmico ainda maior graças ao sistema de aquecimento.

O aquecimento é feito por baterias de 7.4 volts e duram em média 2 horas, tempo suficiente para pegar altas ondas. A roupa não causará nenhum tipo de choque ao usuário devido à baixa voltagem, mais um ponto positivo.



Segundo alguns kiwis que testaram o wetsuit a impressão foi a de estar enrolado num cobertor elétrico. Apesar do aquecimento ser somente no tronco ao redor dos órgãos vitais, a sensação térmica é transmitida para todo o corpo, evitando assim que os pés e mãos adormeçam devido ao frio. Eu mesmo já tive meus pés dormentes surfando aqui na Nova Zelândia e posso garantir que não é legal!

A explicação científica é de que, o corpo quando é exposto a condições de extremo frio instintivamente dá prioridade ao funcionamento dos órgãos vitais, bombado mais sangue para eles e deixando um pouco de lado o resto do corpo. Por isso a sensação de dormência é sentida nos braços e pernas.

O preço ainda é caro, em média 1100 dólares australianos. Não imagino que será comercializado no Brasil, uma vez que não precisa-se mais do que uma roupa de 3.2mm para surfar no inverno no sul do nosso país. A temperatura do mar em Santa Catarina no durante o inverno é mais ou menos a mesma da água aqui no verão, ou seja aqui é vrio bra garalho bróder!